terça-feira, 4 de maio de 2010

Saco roto, mas sempre cheio...

Olá minha imensa comunidade invisual à qual gosto de chamar Portugueses!

Escusam de começar com ataques porque desde o início desta semana que sou grego. Faltavam uns cêntimos para acertar as contas do dinheiro português para o país helénico então mandaram dois mil milhões de euros mais eu. A parte mais gira é que sou o único digito que foi enviado sem ter como proveniência um outro empréstimo. Sinto-me importante e acima de tudo, limpo.

Sabem quem está feliz com este empréstimo? Eu sei, mas não vou dizer. Eu desconfio que este dinheiro foi uma vaquinha feita algures entre a escadaria da Assembleia da República e o hemiciclo. Fizeram todos um corredor, os de esquerda para um lado e os de direita para o outro. No meio passava o nosso primeiro ministro com um chapéuzinho da TagusPark a recolher o dinheiro. Assim se juntou um euro e vinte. Os outro mil milhões devem vir da hipoteca do plantel da selecção nacional de futebol e de uns baús de ouro roubados aos gnomos do arco-íris.

Quem também contribuiu pela parte de Portugal foi Deus. Nunca mais me esqueço de entrar naquela conta bancária e antes sentir um pegajoso beijinho na testa de como quem diz: Tás-me a dever uma. Quando já só faltavam entrar as minhas pernas senti um rápido puxar de calças, mas logo suspirei de alívio visto que já estava a começar a missa.

Isto na Grécia é tudo muito bonito, mas a partir do momento em que as palavras 'manso' e 'tia' desaparecem tudo perde o encanto.


I'll Be Back.

1 Palmadinhas:

armalu disse...

Não te conhecia só hoje vi o teu blog mas vou te seguir, porque acho demasiado intrigante te intitulares clinicamente morto, deves ser sarcastico até dizer chega, e eu vou depois ler tudo até a ultima silaba. agora não posso. mas aceita um bj e bom fim de semana, muita luz e amor em tua vida

 
Copyright 2009 HUMANAMENTE CORRECTO. Powered by Blogger
Blogger Templates created by Deluxe Templates
Wordpress by Wpthemescreator